sexta-feira, janeiro 30, 2009

O amor acaba em raiva ou em rima...

Amor, então
Paulo Leminski

"Amor, então,
também, acaba?
Não, que eu saiba.
O que eu sei
é que se transforma
numa matéria-prima
que a vida se encarrega
de transformar em raiva.
Ou em rima. "

Aqui estou mostrando minha rima, rima moderna, em prosa e que não rima...

Acabou? Sofreu? Chorou? Esqueceu?

Para que esquecer?

Se há sempre de lembrar-se que já não pensa mais...

Apenas deixe passar, passar porque já passou, mas perpetuou-se em você

Pessoas entram nas nossas vidas, perdemos algumas no mundo

Mas elas ficam, porque te modificaram

Isso não se esquece,

porque não é sobre o outro, e sim sobre quem você é hoje.

2 comentários:

KlariBita disse...

tem coisa que é melhor esquecer, amandita! ahahahha
bjão

Rafaela disse...

oiiiiiiiiiiiii odiei muito sem rima...