sexta-feira, outubro 30, 2009

Desapegar

Eu queria poder não me afetar, não pensar, esquecer de vez... Mas, infelizmente, não sei me desapegar das pessoas. Não aprendi a perder pessoas pela vida. Como um dia amar e no outro ignorar?
A internet também não ajuda. Quase que por compulsão, vou lá e confiro o orkut ou cedo a tentação de enviar um e-mail. Mas nos últimos meses não tenho respostas.
Se antes era ele que me ligava, enviava e-mails, e eu que suplicava por me deixar fora dessa complicação que virara a vida dele. Hoje tem um vácuo por não saber nada dele. Por saber que não nos cruzaremos tão fácil. Muito mais fácil será nunca mais nos vermos.
Não sou mais apaixonada, nem tenho mais raiva, só que ainda não sei dizer se a mágoa sumiu, só não consigo apagar.
Queria só saber se ele está bem, se o filho nasceu, se tem seus olhos, se parece com o filho que seria nosso. Caro único leitor amigo, melhor não pensar nisso, no entanto, uma história de amor abortada é sempre um "e se"...
Estou feliz. Mais realizada profissionalmente. Muito mais madura, um crescimento forçado. Só não consegui preencher a lacuna.
Todavia, não sei se algum dia vou poder me jogar do alto sem pára-quedas de novo.

1 comentários:

Nely ✿ disse...

Amanda querida: vc não é a única.