quarta-feira, setembro 13, 2006

Viver é frustrar-se

Viver é antes de tudo frustrar-se.

Sim, frustrar-se!

Frustrar-se com quem poderia ter sido, o que deixou de fazer, o que não arriscou...

Entretanto, a grande virada é saber o que fazer com esse sentimento, é perceber que sempre haverá 99 outros caminhos, e enxergar que ainda assim é possível escolher.

Pois bem ou mal, é disso que se trata a vida: escolher caminhos entre encruzilhadas.

1 comentários:

Inominável Ser disse...

Inomináveis Saudações, Amanda. As frustações diariamente estão em nosso Eu, fatigando-nos, atormentando-nos, reduzindo-nos ao nada que não somos. Somos algo? Sim, somos algo, contudo, o algo que somos, este algo, parece que permanece lá oculto em nosso Eu e manifesta-se sempre o não-Eu, o ser fraco, o ser vencido pelas frustações. Os caminhos para fugir disso, as encruzilhadas, são até fáceis de serem seguidas; mas é a estrada correta, podes dizer que é fácil de ser encontrada antes de adentrar-se em qualquer encruzilhada?
Saudações Inomináveis, Amanda.