quinta-feira, abril 23, 2009

Hillary Clinton cita o Brasil ao defender direito ao aborto no mundo

Manhã esquisita após acordar e ter sonhado que tinha quebrado 3 dentes da frente (visão dos infernos!!!) e o gatinho da academia ter dado em cima de mim – sou meu confusa com isso dos sinais, não sei se é só no sonho.

Enfim, sonho très bizarre...

Raramente me recordo dos meus sonhos, mas depois desse estou optando por não lembrar mesmo.

Terça foi aniversário de Brasília, estou procurando um tempo para escrever sobre meu objeto de amor e conflito.

Ontem, consegui perder meu celular de novo e achá-lo: estou começando a acreditar que realmente sou uma garota de sorte.

Enfim, eis que, as 8h30 dessa manhã sonolenta e nublada, meu dia é salvo com o artigo abaixo. Um pouco de bom senso pelas bandas do Tio Sam:

Hillary Clinton cita o Brasil ao defender direito ao aborto no mundo

Frace Press

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, mencionou nesta quarta-feira (22/4) o Brasil, ao defender o direito ao aborto e a decisão do governo dos Estados Unidos de financiar campanhas de planejamento familiar no exterior.


"Visitei hospitais no Brasil onde a metade das mulheres tinha seu bebê com uma alegria entusiasta e a outra metade lutava pela própria vida após um aborto frustrado", disse Hillary Clinton na Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Representantes.

Hillary respondeu dessa maneira a uma pergunta do legislador republicano Christopher Smith, ferrenho opositor do aborto, sobre se o governo tentava influenciar países da África e da América Latina em matéria de contracepção.


"Consideramos o planejamento familiar uma parte muito importante da saúde das mulheres e a saúde da reprodução inclui o acesso ao aborto que, a meu ver, deve ser seguro, legal e inusual", afirmou.


O Departamento de Estado anunciou em março a decisão de destinar uma quantia de até 50 milhões de dólares ao Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) em 2009, sua primeira contribuição em sete anos para essa instituição que financia, principalmente, campanhas em favor da contracepção.”

Para você, caro único leitor amigo, que não é muito atento, sou a favor da descriminalização do aborto desde os debates na época da escola de padre. E olha que o público não gostava muito da minha opinião e tinham que apelar para não perder o debate. Mas “apelou perdeu”!!!

2 comentários:

Clari... disse...

a matéria é legal, mas o melhor mesmo foi seu sonho ahahhahaha

Amandita disse...

Esqueci de falar, meus dentes continuam aki. Olha o sorriso:-) (Tchan) hahahaha.