sábado, abril 25, 2009

O Trem vai

Lembranças tem mais de um sentido. Hoje tive saudades de uma época que acordar tinha aroma de café recém passado com pão-de-queijo assando.

Essa mistura olfativa marcou fases diferentes e maravilhosas da minha vida.

Posso lembrar do velho sobrado em minas com minha avó na cozinha. Ou domingos na casa que cresci. Ou uma outra casa em outro canto de minas que vivi uma história de amor louca. Ou, ainda, da primeira fornalha na minha própria casa.

Enfim, amanhã acho que vou comer pão-de-queijo com café, pena que não tenha mais a mesma magia.

"O trem do tempo apitou
E você ficou pra trás
Desembarcou na estação do passado
O trem do tempo partiu
E o destino me levou" Diogo Nogueira

2 comentários:

Clari... disse...

amandita, eu to gostando muito mais dos seus novos posts!!!!

Amandita disse...

É q eu voltei a escrever, antes só postava besteira. Sabe como é o problema do pós-modernismo: a falta do ócio produtivo.